quarta-feira, 27 de fevereiro de 2013

16º Capítulo - Just The Rebels Life


Demi: Então por isso ele era tão galinha? - Concordei. Kevin apareceu do além e disse que precisavamos ir, deu um selinho na Dani e ficou ela e Jenn lá. Elas não fazem parte da banda, e disse que precisavam estudar. Dúvido que fariam isso.
Quando chegamos Nick estava com uma guitarra na mão e Joe jogado no sofá, me sentei naqueles bancos onde se toca bateria e comecei a fazer um barulho da porra tentando tocar uma coisa que não sabia.
Demi: Acho que você não sabe tocar.
Nick: Você acha? Eu acho que perdi um tímpano.
Miley: HAHAHA, chatos.
Sel: Mas e aí, alguma novidade?
Joe: Eu tirei A+ em uma prova - Começou a sorrir todo feliz e orgulhoso de si mesmo.
Kevin: Não, você colou da prova da Ashley Greene.
Joe: Não também, ela que me deu o gabarito da prova.
Miley: Mas ela não era uma bruxa?
Demi: Ela é.
Nick: Como conseguiu o gabarito?
Joe: Eu sou irresistível, cara.
Kevin: Nossa, mas ela é tão puta assim?
Joe: Pois é, por sexo ela me deu o gabarito das próximas cinco provas de literatura - Senti a Demi ficando emburrada ao meu lado.
Sel: E como ela conseguiu isso?
Joe: Aí eu já não tenho a mínima ideia, só sei que ela me entrega o gabarito um dia antes se eu transar com ela.
Nick: O que pra você não deve ser um grande sacrifício.
Joe: Não é! - Sorriu, safado.
Demi: Pois é, mas eu acho que a Selena tava falando de novidades sobre a banda. - OW, ela foi grossa. Muito grossa.
Kevin: Eu consegui um lugar pra gente tocar.
Miley: SÉRIO? - Pulei do banco da bateria quase pulando de felicidade.
Kevin: Sim, toda sexta e sábado.
Sel: E essa semana já cantamos?
Kevin: Sim.
Joe: E que lugar é esse?
Kevin: Uma boate, aquela que tem aqui perto.
Nick: Aquela que o dono tem uma filha gostosa? - Dei um tapa no ombro dele, ele riu - O que? É verdade, Miley - Fiz bico.
Miley: Verdade ou não, não quero saber o que acha da filha dos outros.
Nick: Ai meu Deus - Ele riu e me beijou. Sem lingua, só encostou sua boca na minha e mordeu meu lábio superior - Boba - Sussurrou quando deixou meus lábios. Sorri. Eu também achava outros garotos gatos, então pra que fazer charme? Quando voltamos a falar com os outros eles já estavam em um assunto completamente diferente.
Sel: Ele é um idiota! Fica dando em cima de mim e nas duas vezes que saímos ele não chegou nem perto de mim - Ela desabafou com os garotos sobre o Justin. Sim, Justin. Ele sempre falava com ela por sms e dizia que queria ficar com ela, mas quando saímos na semana passada ele mal chegou perto dela.
Joe: Que garoto idiota!
Demi: O sujo falando do mal lavado - Ela reclamou bem baixo, mas eu consegui ouvir.
Joe: O que disse? - Perguntou, curioso.
Demi: Nada não - Revirou os olhos e se sentou ao lado de Selena.
Nick: Ela tá afim dele, né? - Sussurrou em meu ouvido. Me arrepiei. Confirmei o que ele havia perguntado.
(...)
Ensaiamos algumas músicas, conversamos e já passava das 20h quando voltei para o meu quarto. Demi continou estranha durante todo o dia. Caramba, o que essa garota tem? Não pode ser pelo Joe... Ou pode, nunca se sabe o que ela está sentindo por ele. Demi nunca se apaixonou por ninguém e eu acho que já disse isso, mas enfim. Cheguei no quarto e liguei pra lanchonete, estava morrendo de fome... Mas tinha outra pessoa na linha! Por que raios tem alguém usando o telefone da lanchonete pra telefonemas particulares? Argh! Ouvi apenas uma parte da conversa e...
XxXx: Ela está mais calma mesmo, continue assim e continuarei bancando seus estudos. Tenha uma boa noite! - Ele desligou e a outra pessoa fez o mesmo. ERA O MEU PAI! Eu não acredito que Billy tem alguém me vigiando aqui, não acredito que ele continua com isso. Logo a garçonete tomou posse do telefone e me atendeu, fiz meu pedido ainda chocada e nervosa com o que acabei de descobrir. Eu tenho que descobrir quem é o filho da puta.
Miley: Meninas... - Me sentei em minha cama.
Jenn: O que foi, Miles? - Meus olhos provavelmente estavam arregalados e eu queria gritar, chorar e matar alguém por isso. POR QUE MEU PAI NÃO CONFIA EM MIM? Caralho, eu pensei que ele tinha dito que não iria contratar ninguém pra ser minha babá, ou meu. Eu não sei, isso não faz sentido. Contei pras meninas o que havia acabado de acontecer e cada uma teve uma reação diferente. Jenn o defendeu dizendo que ele tinha os motivos dele pra desconfiar, mandei ela a merda porque não tenho paciencia pra isso e eu trato minhas amigas assim; Dani (ela passava a maior parte do tempo no nosso quarto, até dormia de vez enquando por não suportar Ashley e Delta) me xingou por estar tão brava, segundo ela é normal os pais se preocuparem tanto; Selena o xingou tanto quanto eu; Demi deu a ideia de darmos uma de CSI e descobrirmos quem é o maldito que está me vigiando. No final de tudo, eu decidi ir tomar banho pra pensar no que fazer.
Liguei o chuveiro e pensei, pensei, pensei...E eu vou fazer o que Demi disse, porque se meu pai souber que eu sei de algo vai simplesmente demitir o otário e eu vou ficar sem saber quem é, e o que eu mais quero é saber isso. Mas antes eu quero falar com Nick para ele me ajudar ou me confortar, não sei.
Quando sai do banho, minha comida havia chegado e eu já ne estava mais com fome com tudo isso de saber quem é o cara que está me vigiando. Caramba, quando meu pai vai entender que não sou mais uma criança? As meninas foram dormir depois de umas 2 horas de conversa furada e eu continuava intrigada, comi um pouco e resolvi levar o prato e copo na lanchonete. Cheguei lá e Nick estava ali conversando com a dona do lugar. O que ele falava com ela às Eu nunca havia reparado no tanto que se parecem. Ele estava sentado em um banco de costas pra mim, então não me viu, mas a mulher viu e ficou olhando. Sorri.
Miley: Oi - Ele olhou pra trás e eu caminhei até eles - Vim te entregar isso - Entreguei o prato e o copo. Ela sorriu. Caramba, eles se pareciam muito. Ela se virou para levar até a cozinha e me sentei ao lado dele - Ela tem algum parentesco com você? - Sussurrei.
Nick: Tem sim, é minha "tia". Seu nome é Rosie - Ele fez as aspas e ela voltou em seguida. "Tia"?
Miley: Prazer em conhece-lá - Ela deu um sorriso simpático.
Rosie: Prazer.
Nick: Então, o que faz aqui a essa hora?
Miley: As meninas foram dormir cedo e eu não tinha nada pra fazer.
Rosie: Eu já vou indo, garotos - Ela sorriu novamente. Gostei dela.
Miley: Você mora aqui?
Rosie: Mais ou menos. Eu morava de aluguel mas me despejaram, o diretor do colégio me deixou ficar com um dormitório durante um mês - Sorri, me despedi e ela foi embora. Assim que ela saiu perguntei para o Nick o porquê de "tia"
Nick: Ela me criou, Miley.
Miley: Como assim? Pensei que tivesse crescido com seus pais.
Nick: Não cresci, eles viajavam muito por serem empresários de empreses internacionais, então ela era minha babá e foi ela quem me criou, mas aconteceram algumas coisas e meus pais a demitiram.
Miley: Foi coincidência ela estar trabalhando aqui?
Nick: Não, eu quis ajuda-lá a comprar a lanchonete pra ter algum lucro.
Miley: Seus pais que pagaram?
Nick: Não... - Ele parou por um instante - Eu vendi algumas coisas minhas e ela com algumas econonimas dela - Sorri.
Miley: Que legal isso de ajudar ela! Ela parece gostar de você.
Nick: Ela foi como uma mãe até meus 14 anos.
Miley: O que aconteceu pra demitirem ela? - Ele exitou.
Nick: Bem...
Miley: Bem? - Ele exitou de novo e percebi que definitivamente não gostaria de falar sobre isso - Não precisa dizer - Sorri - Você manteu contato com ela?
Nick: Sim, sempre. No começo sempre tentava ir a casa dela, depois ficou mais difícil quando o marido dela faleceu e não tinha mais como pagar as despesas. Eu tentava ajudar como podia porque meus pais não me davam dinheiro pra ajuda-lá. Eu vendia algumas coisas, arranjava alguns empregos e depois entregava o dinheiro pra ela.
Miley: É por isso que ela gosta tanto de você - Sorri e o abracei.
Nick: Ela é minha segunda mãe - Ele me puxou para o seu colo e passei meus braços em volta de seu pescoço.
Miley: Você viu alguém aqui? Porque eu liguei na lanchonete e ouvi meu pai na linha com alguém, provavelmente um aluno que tava usando o telefone daqui - Ele arregalou os olhos.
Nick: O que ele tava falando? - Pegou um copo de água e começou a beber.
Miley: Meu pai contratou outro filha da puta pra me vigiar - No momento que eu disse isso ele se afogou.
Nick: cof cof o cof que cof - Bati nas costas dele até ele parar.
Miley: É isso aí, e quando eu descobrir quem é o filho da puta pode se considerar morto.
Nick: Como vai fazer pra descobrir?
Miley: Eu não sei, mas eu vou dar algum jeito.
Nick: Deixa isso pra lá, Miles. Sei pai sabe o que faz - Ele agarrou minha cintura e apertou. Eu gosto disso.
Miley: Não sabe, droga! Se ele soubesse saberia o quão eu odeio saber que tem alguém vigiando o que eu faço ou deixo de fazer.
Nick: Ele quer seu bem.
Miley: PARA de defender ele! - Dei um tapa em seu ombro e ele riu.
Nick: Para de ser criança, entenda o lado dele - Fiz beicinho antes que começasse a falar demais e brigassemos. Ele sorriu e me beijou. Evitar uma briga e ser beijada, eu gosto disso. Mas eu vou descobrir quem está fazendo isso, ah se vou.

5 comentários:

  1. OOOOOH MY GOSH, quanto tempo que tu não posta eem, ja tinha até perdido as esperanças do que ia ser de mim sem sua fic haha (Dramatica eu?imagina) kk, o cap esta liindo, poosta logo flor, bjoos

    ResponderExcluir
  2. amei ... nossa quanto tempo em.... kkk
    posta logoo
    to amando o namoro Niley :)
    kiss ans bye

    ResponderExcluir
  3. Hey linda!! Quanto tempo, né?!
    E que bom que postou, caraca tá ficando tenso as coisas, e cerco está se fechando pro Nick. Claro pk se antes eu apenas desconfiava que era ele, agora eu tenho certeza! Só pode né?! com um nervosismo desse só pk ela tocou no assunto que o papy dela estava pagando alguém para vigia-la!
    E eu acho que isso não vai dar boa coisa. Ahhhhh logo agora que o namoro Niley estava indo pra frente, e está. simplesmente, muito fofo! ♥____♥ EU NÃO QUERO QUE TERMINEEEE... :'(
    Posta loginho, tá? Ah tem selinho e tag pra vc no meu blog
    http://blog-give-your-heart-a-break.blogspot.fr/2013/03/selinhos-tags-amy-jeell-lety-tatii-e.html

    Beijos meu amore

    ResponderExcluir