sábado, 22 de outubro de 2011

05° Capítulo - Just The Rebels Life

- É duro ouvir a realidade, não é? - E ele ainda continuou? Não acreditei, eu sou uma garota! As vezes posso parecer forte por fora, mas por dentro sou frágil e sensível.
Miley: Cala a boca! Você não me conhece, não pode falar isso. Por favor... - Minha voz já estava falhando por eu segurar o choro. - Cala a boca. - Uma lágrima caiu sobre meu rosto, e logo outras foram se formando e meu orgulho foi pro espaço. Chorei. Por um momento olhei pra ele, que parecia um pouco arrependido. Nicholas começou a andar em minha direção, e fez o que? O inesperado, me abraçou. Eu retribui, eu precisava daquilo. Enfiei minha cabeça em seu peito e chorei.
Nick: Não queria fazer você chorar, e relaxa. - Ele disse ainda me abraçando. Quando me acalmei, aos poucos fui se soltando dele. Quando fiz isso, foi um momento constrangedor. Estava ali ele, o garoto o qual briguei o dia inteiro, me confortando. Quem diria, não é? Eu fui em direção a um sofá velho que tinha ali, e me sentei. Ele se sentou ao lado.
Miley: Sabe, brigada por isso. - Sorri, e ele deu um sorriso no canto da boca. - As vezes é difícil pra mim falar sobre minha família, principalmente do meu pai. Ele... - Por um momento exitei em contar pra ele o que estava acontecendo. Olhei pra ele, que parecia preocupado e queria me ajudar.
Nick: Ele? - Me insentivou. Então contei toda história pra ele, desde o meu acidente até aquele filha da puta do Chris que meu pai tinha contratado. Em alguns momentos ele achou engraçado, outros ficou chocado. - É, eu meio que te entendo. Guentar tudo isso não deve ser fácil, ainda mais por você ser uma garota.
Miley: Tá querendo dizer que se fosse você no meu lugar guentaria tudo por ser um garoto?
Nick: Claro, garotos são mais fortes tanto fisícamente, tanto emocionalmente. Já você, garotas, sempre fraquinhas...
Miley: Mas que pensamento mais machista! Isso é ridículo. Nós, garotas, temos sentimentos, diferente de você, é vazio.
Nick: Não, isso é ser homem. E foi bem esse vazio que veio te consolar, não é? Na boa, deve ser por esses surtos seus que você não tem homem algum!
Miley: Ai, como você sabe que eu não tenho? E outra, isso NÃO É ser homem. É ser um machista, rude e vazio.
Nick: Se você tivesse alguém, esse alguém estaria no meu lugar na hora que fui te ajudar, não acha? Esse alguém teria te escutado! E claro, eu teria só desse alguém. - Nós já estavamos gritando um com o outro.
Miley: Me abraçou por que quis, me ouviu porque quis.
Nick: E você retribuio o abraço e me contou tudo porque quis também, não?
Miley: Eu estava triste, abraçaria até um mendigo, porra! E não importa o que tenha feito, continua sendo um ogro!
Nick: Então pra você os garotos tem que dizer que te amam de 10 em 10 minutos? Porque né, isso é ser gay.
Miley: Não, isso é ter sentimentos, coisa que você não tem, porque se tivesse não dormiria com uma a cada noite.
Nick: Quem disse que faço isso? Posso ter uma namorada! E além do que, sou jovem e quero aproveitar a minha vida.
Miley: É, mas já pensou que cada garota que você já ficou, pode ter se apaixonado por você, pode ter chorado por você, pode até ter engravidade de você né! - Ele ia abrir a boca pra falar, quando o pessoal entrou.
Sel: O que tava acontecendo aqui? Ouvimos gritos!
Miley: Esse idiota... - Fui interrompida.
Dani: Af, que saco! Brigando, de novo?
Sel: Quando isso acontece demais, é amor! LÁLÁLÁLÁ - Ficou cantarolando. Ela tá doida? Eu + Nicholas = Error Not Found 404. É tipo, não rola. Não dá. É um idiota, imbecil, trouxa!
Nick: De verdade, você acha que teria alguma coisa com isso? - Olhou pra mim querendo fazer uma cara de nojo.
Miley: E eu, com isso? Ah, ok. Consigo melhor queridinha!
Nick: Melhor que eu? Boa sorte em tentar encontrar!
Miley: Pouco metido, não acha?
Joe: Pelo amor de Deus, calem a boca! - Ficamos quietos.
Trace: Vocês dois na mesma banda não vai dar certo, sério mesmo. Vão se matar em cima de um palco!
Kevin: É só eles ficarem longes um do outro, dá tudo certo. E se começar a dar problema, um que desapareça da banda!
Miley: Ouviu Jonas? É melhor ficar na sua se não quiser sair fora!
Nick: HÁHÁ, quem sairia seria você. Um talento como o seu, encontramos em qualquer esquina! - Estiquei minha mãe, pra far na cara dele. Jenn me segurou em instantes.
Jenn: Miles, não! - Ela virou pro Nick. - E você, respeito cacete!
Miley: Enfim, porque voltaram aqui?
Kevin: Pra avisar que a gente tá afim de se encontrar aqui todos os dias depois das aulas.
Nick: Que horas terminam as aulas?
Sel: Do school começa as 8h, tem um intervalo pro almoço, voltamos e só saimos as 14h!
Miley: Ai que inferno... - Murmurei.
Joe: Do Univercity acaba no mesmo horário, mas nos temos aulas nas quartas a tarde. Das 16h até as 18h.
Dani: Na quarta nos encontramos de noite então, ok? - Nós concordamos e começamos a conversar. As provocações minhas ou do Nicholas geravam em um começo de uma briga, porque logo era parada por algum de nossos amigos. Depois de um tempo resolvemos ir para os nossos quartos. Desejamos boa sorte para Dani, ela ia precisar dormindo junto com a Ashley e a Delta.
Chegando no quarto, já havia outra cama pra Jenn que tinha se mudado pro nosso quarto. Eu só queria tomar um banho e dormir. O dia tinha sido pesado antes da banda, imagine depois que eu cantei, chorei e tive brigas patéticas com Nicholas. Tinha 2 banheiros no quarto, alternamos e primeiro foi eu e a Demi e depois Jenn e Sel. Todas de pijamas, bem cansadas.
Sel: Porque briga tanto com o Nick, Miles?
Miley: Ele é um idiota.
Jenn: Um idiota bem gato, vamos admitir!
Demi: O Joe também é bem gatinho vai!
Sel: Os três são, né? O Kevin é incrível, o Joe todo engraçadinho e o Nick é muito gato.
Miley: Viu só? Arranjou adjetivos que não envolver caracteristícas fisícas pra todos, menos pro Nick. Ele é um bosta, só tem beleza mesmo.
Jenn: Pô, nem conhece ele direito!
Miley: Acho que mais do que vocês.
Demi: Hmmm, o que rolou quando ficaram sozinhos hein dona Miley?
Miley: Nada, eu só tava triste por causa do meu pai, ele foi tentar ser legal e me ajudar, e depois brigamos. Acho que até agora, foi a pior briga.
Sel: O que seu pai tem haver com isso? - Bocejei.
Miley: Meninas, o dia foi longo e bem cansativo. Não quero falar mais sobre isso, não hoje. Qualquer outro dia a gente fala, ok? - Elas concordaram e nós resolvemos ir dormir, afinal, no dia seguinte iriamos acordar bem cedo.
Por mais cansada que estivesse, eu não conseguia dormir. Não entendi o porquê meus pensamos só ficavam em tudo o que o Jonas tinha falado. Não tinha um homem, porque era toda revoltadinha. Meu pai tinha ido embora, porque eu era uma meninha metida e ridícula. Sou dramática, infatil e rebelde? Não cara, eu não sou assim. Como posso estar pensando no que ele disse? Ele é um idiota, não me conhece porra. Rolei na cama, nada. Não conseguia dormir de jeito nenhum. Saco. Levantei e sai sem fazer barulho.
Quando sai comecei a me perguntar porque fiz isso, porque tava um frio do cacete e eu só tava com um shorts, e por sorte uma blusa. Uma blusa da Disney, ai que lindo se alguém me vê, né? Fui em direção a cozinha, quando ouvi alguns gemidinhos vindo de uma sala, cheias de livros. Isso é a biblioteca, certo? Enfim, fui andando fazendo o minímo de barulho possível. A luz dos fundos da biblioteca estavam acesas, e os gemidinhos, que agora estavan misturados com uma risada, vinham. Fui andando até penúltima fileira, e como sou um desastre em pessoa derrubei uns 30 livros quando fui entrar no corredor da fileira. Corri pra primeira fileira e entrei nela quando ouvi dizer "Tem alguém aqui!". Uma voz feminina e um tanto irritante. Eles foram procurando de fileira em fileira, quando chegaram na que eu tava, passei pra outra. Não sairia dali até ver quem era. Tá, como eu sou lerda, quando acordei percebi que tudo já estava apagado de novo e quem tava ali tinha ido embora. Droga. Sai batendo o pé e continuei em direção a cozinha. Queria comer. Aquela era uma cozinha, do tipo profissional e pra mim achar alguma coisa iria derrubar e fuder tudo. Me desanimei legal. Abri uma geladeira das muitas que tinha lá e vi milk shakes, achei estranho. Bem estranho. Peguei um e sai andando.
XxXx: Hey Cyrus, belo moletom! - Ele riu. Quem mais seria? Nicholas, claro!

Miley: Pô, nem é tão mal assim! - Resolvi não começar uma briga, não estava com paciência e ia acabar dando uma na cara dele.
Nick: Ok, ok, nem tanto. Só um pouco grande. - Ele se aproximou, pegou o milk shake da minha mão e tomou. Não gostei, mas como disse, não queria briga. E também logo devolveu. - Hmm, bom!
Miley: Você tá estranho!
Nick: Ué, só porque não to te provocando? Miley, você já me encheu o suficiênte por hoje, mas se quiser eu posso começar... - Interrompi.
Miley: Não, não, não. Por favor, paz. Pelo menos agora, amanhã podemos voltar a se odiar numa boa. - Ele riu e eu acompanhei.
Nick: Ok. E então Cyrus, o que fazendo aqui a essa hora?
Miley: Não conseguia dormir e depois de tanta merda que tive que ouvir de você hoje, fiquei com dor de cabeça. - Ele riu um pouco.
Nick: Não me provoca, pirralha! - Sentamos em um sofá da sala de estudos.
Miley: Pô, eu não sou pirralha. Temos a mesma idade né
Nick: É, mas você é pequena, mesmo tendo a mesma idade que eu. Então... - Interrompi, de novo.
Miley: Então me chame de pequena!
Nick: Tá bom... - Ele olhou pra mim. - Pequena! - Rimos. Depois de conversamos durante quase 1 hora, descobri muitas coisas. Como a que ele tem diabetes, mas quase ninguém sabe, e que ele é galinha assim porque sua 1ª namorada traiu ele.
Miley: Ah Nicky, Bob Esponja é muito legal sim! - Sim, ele me chamava de Pequena e eu ele de Nicky. Estavamos nos dando bem!
Nick: Não, a risada daquele bicho me estressa.
Miley: Não é um bicho...É uma esponja! - Ela tava com os pés esticados na mesa que tinha ali na frente, e eu tinha deitado no colo dele.
Nick: Você entendeu né, folgadinha?
Miley: Ué, porque sou folgada? - Me fiz de desentendida. Ele começou a fazer cócegas em mim, eu ri, ri alto demais. Ele parou e olhou pra minha cara, corei.
Nick: Risada baixa, né? - Corei mais. - ...mas eu gosto! - Sorriu tímido.
Miley: Hein, você descobriu como que ela te traiu?
Nick: Eu vi ela se pegando com meu melhor amigo.
Miley: Puts Nicky, deve ter sido foda.
Nick: E foi, e por isso que hoje eu acho que mulher alguma presta.
Miley: Não fala assim, você também não presta!
Nick: Não presto porque vocês, mulheres, não prestam também. - Eu olhei pra ele. - Que Miley? Esses seus olhos de anjo não me enganam, nenhuma mulher me engana mais.
Miley: Sabe, nem todas são como ela. Assim, uma hora você vai ter que parar, vai precisar de alguém com você.
Nick: É, mas não agora. To bem assim, pegando as meninas na biblioteca ou no depósito. - Dei um tapa, meio fraco nele. E levantei do colo dele.
Miley: Era você que tava na biblioteca?
Nick: Era, porque? Foi você que derrubou tudo? E como soube?
Miley: Foi, e porque ouvi gemidos e queria saber quem era. - Corei, e falei sem jeito.
Nick: Ei, a gente não tava fazendo nada do que tá pensando! - Olhei desconfiada. - É sério, estavamos só nos pegando e ai comecei a fazer cócegas nela.
Miley: Tem mania de fazer cócegas nas garotas, é?
Nick: Gosto de fazer vocês rirem!
Miley: É, e de irritar também.
Nick: Não, ou melhor, as vezes e só você. É divertido de ver revoltadinha! - Dei um tapa fraco no ombro dele e ri. - Não sou saco de pancada não, tá? - Rimos, de novo. Voltei a deitar em seu colo.
Miley: Sabe, você nem é tão insurpotável assim.
Nick: E você nem tão estúpida...
Miley: Eu disse pra você não me julgar, HÁ!
Nick: Também não é pra ficar de achando ai não, tá? - Rimos.

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~
E ai, o que acharam? As brigas no inicío e depois percebem que até se dão bem, né?
Será que tudo vai ficar assim?
Comentem, e divulguem bastante o blog?
É bom receber comentários e saber a opinião de vocês!


Respondendo comentários! (:

Real Love - Niley: É, ele foi cruel mesmo kkkk mas tá melhorando, né? O que achou? :B Eu não to conseguindo comentar nas fics, então desculpa ): e obg por divulgar! *-*
niley love niley: Postado amr, espero que goste! xoxo
Aline: É, ele tinha sido cruel, mas essa é a fic né? kkkkkkk tem muita coisa pra acontecer ainda e espero que continue gostando (:
Cah: Vaco LASKALÇKAS euri. Hein, é a história, e a miley já começou a dar um jeitinho nele, né? yay, espero que goste again! hihi *-*
É isso, volto em breve com cap novo! (:
xoxoxo
Radiate Love ♥

3 comentários:

  1. omg que nindo eles se dando bem! *-------*
    muuito show o capítulo!
    to super curiosa pro próximo!!
    posta logo!!
    bjs.

    ResponderExcluir